Depressão de Aniversário

Hoje é meu aniversário, completo 27 anos de idade. Desde pequena nunca gostei muito de fazer aniversário, muito menos de comemorar o “evento”. Sempre fico meio deprimida nesse dia. A única coisa boa era que quando eu era criança, ganhava presente e minha mãe sempre me deixava faltar a aula. Hoje em dia sou eu mesma quem compra meus próprios presentes, e não posso matar trabalho só porque é meu aniversário. Ficar mais velho não é nenhum pouquinho justo.

Como quase todas as mulheres, a idéia de envelhecer não me agrada nem um pouco. Mas não é só isso. Só acho meio ridicula a idéia de comemorar porque mais um ano se passou, grande coisa..

Eu não gosto do dia do meu aniversário assim como não gosto do Natal nem do Ano Novo. Datas comemorativas me dão aversão. Me sinto
obrigada a sorrir e agradecer as felicitações, porque sei que a maioria das pessoas se sente obrigada a fazer isso, como eu me sinto.Ontem eu fiz uma jantinha para minha família e alguns mais chegados, mas proibi que me fizessem pagar o mico de cantarem parabéns, amanhã no meu trabalho, sei que o mico vai ser inevitável. Fiz tudo ontem, e hoje estou tendo um domingo como outro qualquer, e fora a minha mãe, o resto dos cumprimentos vieram pelo orkut, e esses são mais toleráveis… hehehe Isso me faz soar tão anti-social, mas é o que eu sou no final das contas.


33 Comentários on “Depressão de Aniversário”

  1. samara disse:

    Bem… acredite amiga vc ñ está ssinha nesse mundo…rsr
    Eu tbm ñ gsto da data, e pior é q meus pais fazm kestão
    de toda hra dizr feliz aniversário princesinha… ow my rsrs.
    Mas apesr do saco q é, amo o fato de eu sr tão importante
    assim pra eles, hoje em dia to mais velha o q me trna mais
    deprimida a cada um ds nivrs mas tbm agradecida pela vida.
    Rs.. é até um paradoxo dizr isso, ms axo q é pq tive uma do-
    ênça e tal, ms to aki ainda e isso é maravilhoso…rs, pr isso
    amiga gradeça, só agradeça bjs…

  2. Denise disse:

    No meio da tarde me veio uma tristeza imensa e a noite descobri o porquê: segunda é meu aniversário. Nunca consegui explicar a razão pelo qual detesto o dia. Quando era criança ficava esperando que algo muito especial acontecesse. Com o tempo desisti. Então veio a fase em que achava que devia ficar feliz e comemorar. Mas tudo aquilo só me estressava e não me trazia qq satisfação. Tambem desisti. Hoje só quero ficar perto da família ( mas nem de todos) e esperar que o dia passe logo… Acho que no fim do ciclo que termina ao final de cada ano chego a conclusão de que faltou muita coisa e me frustro. Não sei…
    Seu texto serviu para mim como uma luva já que sinto que devo responder a todas as solicitações com um sorriso falso. Mas o pior seria se elas não viessem, não é? Veja que contradição. As felicitações que eu não quero vão prorrogar minha fase de tristeza se não ocorrerem. Complicado, não é? Mais simples seria cortar do dia do calendário…
    Ah, Parabéns!

  3. Dênis Almeida disse:

    Bem eu fico com pouco de vergonha vendo que eu vou ser o único homem a deixar uma resposta aqui. Meu nome é Dênis e hoje é meu aniversário e como em todos os anteriores eu sinto como se fosse mais um ano que eu não queria completar. “Depressivo” não acha? É engraçado que meu aniversário também caiu num domingo e eu também faço 27 anos. Me sinto o “cara mais solitário do mundo” e esqueço até minhas metas e meus sonhos em datas como essa e aquelas comemorativas.Me sinto um pouco melhor por colocar isso para fora do meu peito.

    • Fabika disse:

      Olá!

      É assim mesmo meu aniversário é amanhã , e até um determinado tempo eu me sentia feliz em comemorar… mais ao passar do tempo e só desejo estar sozinha como sou cristã orar e agradecer como sempre faço, me sinto totalmente apavorada em saber que as pessoas a minha volta no trabalho por exemplo que não se dão ao trabalho de me conhecer ou até mesmo se preocupam os outros dias do ano venham desejar felicidades acho uma grande hipocrisia até os 360 ” amigos do face” que lembraram portanto tirei esse lembrete…
      Tento ser delicada e responder com um sorriso… mais sinceramente como eaí ? vamos comemorar amanhã? com um grande almoço!? eu respondo Não quero obrigada, não comemoro… mais sou verdadeira, as pessoas me olham A! ESTRANHA, quer saber não sou infeliz só não acho necessário, obedecer a um protocolo falso, sou feliz saudável tenho amigos, família só fico mais quieta que reflito no que almejo.. nas minhas mudanças ainda necessárias como ser humano ,sou a favor em ” Demostre seu amor, seu carinho por mim em 365 dias “

  4. Nuno disse:

    Ó Dênis, não és o único homem a vir aqui mostrar que estas coisas também nos acontecem. Nem só no Brasil. Eu sou o Nuno, sou português e o texto acima descrito encaixa naquilo que eu sinto. Hoje também faço anos (30 anos em 14/05/1984) e como é normal ficar deprimido resolvi pesquisar no Google e verifiquei que não sou o único a sofrer deste problema.
    Descobri este blog e decidi comentar.
    Comigo acontece o mesmo que o que foi relatado por todos os que comentaram aqui.
    Chega a ser mais deprimente ainda. Uns dias antes do meu aniversário todos os meus amigos me perguntam onde vamos comemorar e eu respondo sempre o mesmo: não costumo comemorar o dia de anos. Como tenho uma prima que faz anos no mesmo dia que eu, costumo festejar o nosso aniversário na casa dela com a nossa família. Até gosto de estar com familiares próximos. Mas logo que acaba a festa eu digo que tenho de ir sair com amigos e pego no carro e conduzo (diz-se dirigir aí no Brasil, certo?) sem destino. Até costumo chorar.
    O estranho é que não consigo arranjar uma razão para o que acontece.
    Neste dia sinto-me melancólico mas gosto que as pessoas se lembrem de mim (através do Facebook, ou por mensagem escrita…) e se alguma pessoa importante não me der os parabéns, fico chateado comigo próprio mas não com essa pessoa. Estranho, não?
    Costumo pensar muito na vida neste dia. No trabalho tenho de “pagar o mico” e também não tenho como fugir, mas é uma coisa simples.
    Gostava que alguém que fosse entendido na matéria do foro psicológico viesse aqui explicar as razões deste acontecimento estranho.

    Cumprimentos do outro lado do atlântico!

  5. Thalita disse:

    É, o meu tambem esta chegando e sempre tenho a sensaçao de que não tenho que comemorar… Acho uma data frustante pois é mais um ano que se passou, mais um sonho que nao se realizou… Sou uma pessoa solitaria, gostaria de ter amigos, marido, festejar, viajar e tentar ser feliz… Quem compra meu presente sou eu, desde pequena minha mae sempre organizava e eu gostava, mas desde que ela faleceu, nao sinto prazer nenhum em nenhuma data festiva

  6. Viviane disse:

    Sou mais uma a ser aceita no “clube”! rsrsrs
    Hoje é meu aniversário e simplesmente passei o dia deprimida e até chorei. Não é tão simples como alguns dizem: “Fica assim porque está envelhecendo!”. Não sei explicar exatamente qual é a sensação, mas tenho refletido e esperado que muitas coisas acontecessem e vejo que mais um ano se passou e quase nada mudou. Continuo sozinha, com os mesmos problemas familiares, viajando sozinha…
    Ano passado faleceu um amigo que era jovem e sabia aproveitar a vida, então disse para mim mesma que não cometeria as mesmas atitudes, que iria festejar, fazer mais amigos, viajar sozinha sem a sensação de solidão, abrir meu coração para quem sabe conhecer alguém especial, mas nada disso aconteceu ou pelo menos algumas tentativas foram em vão.
    E como alguns disseram também sinto-me forçada a agradecer quando me felicitam, porém quando não o fazem sinto que não sou importante. Isso aconteceu esse ano, poucas pessoas me felicitaram… até minha mãe esqueceu a data.
    Bom, espero que todos nós possamos, no próximo aniversário, nos sentirmos melhor!!!!
    Um grande abraço

  7. Elisabeth disse:

    Nossa, me identifiquei muito com seu texto, eu também detesto que cantem parabéns pra mim, me lembro de um episodio que aconteceu quando eu era adolescente. Minha mãe estava com intenção de fazer um festinha surpresa , cheguei da escola abri a geladeira e vi o bolo la dentro, já logo saquei mas fiquei na minha, só que ela começou a chamar os vizinhos, quando eu vi isso, me tranquei no meu quarto e só sai quando as pessoas foram embora. Sempre me senti muito deprimida no dia do meu aniversario,não vejo a menor graça em comemorar o fato de vc estar envelhecendo. Abraços.

  8. Sandra disse:

    É…parece que não estamos sós nesse sentimento… só Freud para explicar ne? rsrsrs… a propósito hoje é meu aniversário e, como sempre, estou triste… me sentindo vazia e triste apesar do carinho de amigos e familiares… também não consigo entender por que me sinto assim… só quero que esse dia termine logo, pra eu voltar a ser eu mesma.

  9. Débora disse:

    Então… rs
    Amanhã é o meu. Essa semana inteira já estou depressiva, para ser sincera, desde sábado passado já estou.
    Acho que é fácil responder porque não fico feliz nesse dia.
    Não tenho nada para comemorar, literalmente nada, praticamente ninguém lembra, minha vida amorosa inexiste, vida social idêntica a vida amorosa, no trabalho ninguém se importa comigo, minha família é cada um para um lado. Ninguém nunca sabe realmente o dia que faço aniversário e não faço a mínima questão de comentar ”tal fato”. Sempre digo que já foi, ou ainda não chegou.
    Quem sabe um dia eu tenha algo para comemorar, eu admiro que espera por esse dia de forma a planejar encontros, jantares, festinhas, de verdade, eu adoraria ter o que comemorar nesse dia. Muitas pessoas que eu ”planejei” anteriormente estar comigo nesta data não estarão, se quer irão ligar, ou deixar mensagem, todo ano a mesma coisa, eu até tento, mas quando vai chegando o dia tudo dá errado.
    Quem se importa com o dia do aniversário, não é mesmo!

  10. Dani disse:

    Faço das palavras da Denise as minhas! Faço aniversário em uma semana e já sinto aquele sentimento estranho, é como uma TPM prolongada. Mas as vezes parece que esse sentimento se deve a certas expectativas que nunca foram atendidas, talvez a única coisa que eu quisesse neste dia era ser surpreendida com algo realmente bom, mas ao mesmo tempo parece que nada pode ser bom o suficiente para tirar esse sentimento estranho, sei lá, é bem confuso. Não quero que todos fiquem me desejando parabéns, felicidades, etc.. me sinto muito exposta, ao mesmo tempo ser esquecida parece pior. Não sei, só espero que essa semana termine rápido.

  11. Biel disse:

    ooi sou gabriel , eu também não gosto do meu aniversario tambem pensei que era so eu que tinha não tem isso , sla pra mim e estranho ainda mais ter pais separado , tenho 13 anos e quero que passa a data do meu aniversario logo , e um sentimento estranho no corpo sei la . fico com varios pensamento negativos ao longo da data do aniversario e a semana .

  12. Sabrina Fonseca disse:

    Bom, hoje é meu aniversário rs e como todos aí em cima eu também não gosto nem um pouco. Hoje será um dia difícil, chato e deprimente que esse dia passe rápido…
    Em geral não gosto mesmo de nenhuma data comemorativa, quer coisa mais falsa do que ano novo? Meu Deus, as vezes penso que preciso de um tratamento mas logo em seguida também penso que o problema não deve estar comigo e sim com quem curte essas coisas rs

  13. Fernanda disse:

    Você não está só. Sou assim também. Inclusive amanhã será ondi das mães e ao invés de estar radiante, não vejo a hora que o dia de amanhã termine.

  14. disse:

    Oi, Samanta!
    Uma vez achei na net a carta escrita por Mr Darcy à Elizabeth no filme de 2005, na íntegra. Acontece que eu não salvei no meu computador. Vc poderia me ajudar? Tinha a tradução tb. Estou muito chateada por não ter feito isso.

  15. kah disse:

    Que merda….
    Hoje é meu aniversário!
    Achei esse blog aqui, procurei porque me questionei se apenas eu tinha esse “problema”. Bom, vejo que não. Eu faço 23 hj. Desde os 10 anos não comemoro. Meu primo que era um irmão pra mim, faleceu no dia do meu níver. Eu me tranquei. Passei meu níver num cemitério. Durante esses treze anos me lembro de ter permitido apenas duas comemoraçoés. Quando fiz quinze anos minha mãe quase chorou pra fazer um bolo simples entre família e amigos. Então, deixei. E ano passado meus amigos insistiram pra irmos jantar
    Era Eram dois. Fomos eu, eles e minha mãe. Me senti bem. Mas, foi com muito custo. Esse ano tive duas perdas. Perdi um grande amor há quase um ano E meu aniversário é no dia dos nnamorados.Além disso, perdi minha tia, fiquei durante dias com ela no hospital e a perdi. Só atendi meu pai hj, minha mãe e vo. Almoçamos e comemos um.bolo mas n permiti que cantassem
    Mais tarde, quase agora, vieram meu irmão, minha cunhada e minha melhor amiga
    Eu simplesmente me tranquei no quarto. E disse que queria ficar sozinha. O pessoal da igreja ligou querendo vir e minha mãe disse que eu queria ficar só. Sei que estão tristes e até decepcionados. Mas, é ruim pra mim também. Me sinto mal por isso. Esse ano eu tinha decidido vencer osso e comemorar Mas aí aconteceu tudo… É ainda estou morrendo de dor de cabeça… Bom que os próximos anos sejam melhores…

  16. Cris disse:

    É…eu também acho muito chato aniversário e datas comemorativas, mas infelizmente temos que conviver com isso. As pessoas acham que somos “estranhos”. Acham que temos algum problema. Você fica constrangido em dizer que curte muito data de aniversário. Que bom que encontrei outros que pensam como eu. Temos o direito de não gostar

  17. Cris disse:

    É…eu também acho muito chato aniversário e datas comemorativas, mas infelizmente temos que conviver com isso. As pessoas acham que somos “estranhos”. Acham que temos algum problema. Você fica constrangido em dizer que não curte muito data de aniversário. Que bom que encontrei outros que pensam como eu. Temos o direito de não gostar

  18. Viviane Pedrangelo disse:

    Olá sou a Viviane hj é meu aniversário esperei anciosa pelo dia de hj porém quando acordei não via a hora que acabasse esse dia nem sei explicar super animada de manhã mas depois algo deprimente tomou conta de mim fiquei com cara de poucos amigos os pensamentos confusos vontade de fazer nada esperando aquela tão sonhada surpresa sqn
    ao cair da noite veio as lágrimas sem razão e sem motivos simplesmente chorei querendo algo que eu jamais saberei que é !!!… 29 anos

  19. Marcella disse:

    Amanhã é o meu aniversário, mas a depressão já começou desde a segunda, todo ano é a mesma coisa, mas parece que esse ano está pior, farei 3.3
    Esse ano foi muito difícil pra mim, engravidei e perdi meu bebe, engordei muito, trabalho no que eu não gosto, ou seja, não vejo motivos para comemorações, já briguei com meu noivo até pq ele quer comemorar de qualquer jeito e eu só queria me isolar do mundo.

  20. Camila disse:

    Olá. Hoje é meu aniversário também…sempre tive essa questão de ficar depressiva nesse dia…Mas nunca havia pesquisado a respeito disso na internet…Bom, é até um alívio saber que milhares de outras pessoas sentem isso, assim como eu. Mas esse ano foi um dos mais depressivos, pois estou muito tensa pelo fato de não estar trabalhando, de não saber como será meu futuro…estou estudando para um concurso público e quero muito conseguir uma vaga…estou encarando como uma tábua de salvação, sabe…Já chorei muito hoje…Enfim…Foi só pra desabafar. Abraços a todos

  21. Marcia Moreira disse:

    Uffa!!! pensei que era só eu me sinto mais aliviada de saber que existem outros alienígenas como eu.

  22. 99243935 disse:

    Ola pessoal, meu nome é Cecilia tenho 17 anos, e mês que vem completo 18. A alguns anos atras comecei a ficar triste e me sentir abandonada no dia do meu niver! Isso começou exatamente quando minha mãe me disse (em momento de depressão) que fui uma gravidez indesejada, e quando soube que meu pai me trocou pela esposa e ele queria registrar meu irmão mais novo e não queria me registrar como filha dele, sempre fico sozinha em casa com um monte de coisas pra fazer só quem lembra é a minha mãe. Porem depois das descobertas passei a considerar o pior dia do ano, passo o dia inteiro chorando e pensando muita besteira e principalmente louca que o dia acabe logo e que ninguém lembre e que todos me deixem em paz e a minha angustia passe!!!

  23. Marina disse:

    Então… daqui a pouco é o meu aniversário, dia 20 de setembro. Faço 14 anos, mas esse ano está tudo tão diferente…
    Não sigo mais aquela alegria para que o dia chegue logo. Eu senti a tristeza durante a semana toda. Chorei. O vazio parece ter me dominado, eu só sinto tristeza no meu coração e não consigo me alegrar.
    Em 2012, perdi as duas pessoas que eu mais amava nessa vida. Não eram o meu pai, mãe nem nada. É até ridículo falar isso, mas minha cachorrinha e meu avô eram a única coisa que me fazia de fato feliz. Desde que eles se foram, eu choro e sofro com isso toda semana. Sempre lembro deles, e isso se segue por 3 anos…
    Não é mais aquela animação para que o dia chegue logo e eu receba os presentes. É sofrimento. É lembrar que não tenho mais o que comemorar, já que eu só tenho sobrevivido e não vivido durante esses anos. É saber que sonhos anos foram realizados, é saber que não terei um “felizes para sempre”, porque fui amaldiçoada.
    Esse ano, eu não sinto como se eu devesse comemorar alguma coisa. Na verdade, eu estou tratando o amanhã (domingo) como um dia normal. Os meus pais parecem estar mais animados com isso do que eu, e eu suspirei toda vez que minha mãe sorria pra mim e falava: “seu aniversário está chegando hein?” numa animação que eu julgava/julgo ridícula. E me dói pensar que daqui algumas horas irei abrir um sorriso falso ao receber “parabéns”.
    Eu deixei bem claro a minha mãe que eu não queria comemorar, que queria uma coisa pequena, já que todo ano eu como minha comida favorita (caruru) como comemoração e chamo algumas pessoas da família. Mas acho que ela não entende o conceito de “pequeno” porque, alugou até o salão de festa e disse que vinha pouca gente, mas conhecendo minha mãe vai vir um monte de gente. Além disso, chamei 5 amigas, mas não me sinto feliz nem com vontade de falar com elas.
    Eu também me considero anti-social, já que odeio sair com a família e não a considero algo tão importante assim. Quando me recuso a sair (acontece sempre, prefiro ficar em casa) ela me olha incrédula e me xinga. Acho que esqueci de mencionar que tenho problemas familiares, e já perdi a quantidade de vezes que desejei coisas bem ruins a minha mãe. Eu odeio a socialização, ah como odeio… Minha única felicidade é ficar trancada no computador ouvindo músicas tristes e vivendo meu “outro universo”, que seria o virtual, onde posso ser eu mesma e não esse fantoche que sou.
    Minha vida é realmente um mar de tristeza, de lágrimas, de decepções… ah, esqueci de dizer que minha família me critica também, por eu ser diferente deles. Por eu não gostar das coisas que um “ser humano normal” gosta. Eles ficam impondo coisas contra mim, dizendo que eu devo ser isso e aquilo, fazer isso e aquilo… eles me julgam pelo que eu sou, e dizem que eu tenho problemas.
    É muita coisa para uma garota de quase-14 agüentar. Eu já até pensei em suicídio, porque não agüento mais viver essa vida sem graça. Mas aí, vem algo que as pessoas acham que eu tenho, mas como eu disse, sou só um fantoche recheado de mentiras. Vem a coragem. Eu finjo ser algo para as outras pessoas, para esconder meus reais sentimentos, mas na verdade eu choro toda noite antes de dormir.
    Então, como não posso fazer maks nada, vivo sobrevivendo nessa vida, agüentando cada pancada que ela me dá. Minha mãe acha que eu tenho que ir a um psiquiatra pelo que eu sou, e não, eu não tenho depressão nem nada assim. Eu só sou… diferente dos outros. Eu sou uma pessoa cansada dessa vida inútil. Aí voce me pergunta: como eu sobrevivi por tanto tempo. E eu respondo: textos. Um lado de mim que ninguém conhece. Eu escrevo. Achei a liberdade através das palavras. Achei um método de salva-vidas. Um método de cura. Uma forma de me expressar.
    Então, o que as pessoas acham que eu sou: engraçada,divertida,sociável,de bem com a vida… pelo menos isso que eu mostro ser a elas, para esconder esse meu lado sombrio e negro. Mas o que eu realmente sou, é tudo isso que vocês leram… pois é.
    Me sinto bem melhor em expor quem realmente sou. Expor o que guardei por todos esses 3 anos. Obrigada.
    São exatamente 21:00, falta só 3 horas para o que minha mãe chama de “grande dia”.
    Bom… é isso. Essa sou eu.

  24. Tatiani disse:

    Estou simplesmente pasma!!! Sempre acreditei que eram poucas as pessoas com este sentimento. De algum modo é um pouco reconfortante saber que não sou a única. E que não é um sentimento tão “anormal”.

  25. Beatriz Fernandes disse:

    Olha, eu não acho isso ‘anormal’ até entendo completamente. Amanhã eu faço 17 anos mas posso jurar que não estou nem um pouco animada, não sei exatamente o motivo, só me sinto estranha, não quero nada no dia, apenas que seja um dia comum como qualquer outro, porque as pessoas fazem questão de nos bajular no dia do nosso aniversário mas no dia seguinte é como se nada tivesse acontecido e a rotina de ser um qualquer volta.

  26. Jose Alberto lopes disse:

    José Alberto

  27. Cris Fernandes disse:

    Nossa que alivio pessoal.faço hoje 3.1,e não consigo explicar a razão pela qual não gosto de comemorar meu aniversário. Talvez seja algum trauma de infância afinal nunca tive uma festa de aniversário. Mas na fase adulta procuro não comentar datas. Sinto uma tristeza em ver a minha vida se esvair assim de mim. Meu corpo envelhecer. E agente esta comemorando o que mesmo? O fato de estar ficando mais velha. O fato de se ter um ano a menos pra aproveitar a vida… Tenho um marido que parece um cavalo de tão carinhoso e dois filhos. Mas nada no mundo é capaz de tampar esse buraco que sinto.bjos a todos os desgostosos como eu.

  28. Barbara disse:

    Sinto uma enorme tristeza no dia do meu aniversario…mais não era assim, eu gostava de comemorar…só q nos últimos 3 anos não vejo mais razão. Sinto vontade de ficar sozinha. E geralmente qndo esta próximo começa uma retrospectiva da minha vida e parece q vejo q não estou feliz, não estou realizada😪.

  29. Lua Cardozo disse:

    Quarta-feira agora dia 20/07 faço 16 anos e já estou antecipadamente triste, acontece que desde que minha Mãe morreu em 2011 eu não vejo mais graça nessa data, confesso que quando criança eu esperava um lindo presente e nunca tive o que realmente queria, odeio quando querem fazer festa pra mim, eu odeio festa e principalmente a minha, não é questão de eu estar ficando mais velha que me entristece, mas essa data pra mim e inútil e se possível for prefiro ficar trancada no quarto.

  30. Lua Cardozo disse:

    Quarta-feira dia 20/07 é meu aniversário de 16 anos e estou muito triste !!😦

  31. Lua C. disse:

    amanhã é meu aniversário de 16 anos e desde que minha mãe morreu em 2011 eu sempre fico assim quando tá chegando meu aniversário, me vem lembranças boas e a saudade não cabe em meu peito😦 meus parentes tentam me animar mas eu prefiro ficar sozinha e trancada no quarto, talvez eles não me entendam mas eu prefiro que seja assim, também tem a questão de eu não gostar muito de festa e preferir a paz do que a folia… Enfim, sinto-me muito mal hoje.

  32. Renata disse:

    Eu pensava que era a única que me sentia assim.Todo dia do meu aniversário,sinto uma enorme tristeza e solidão não sei explicar porque isso acontece…😥😥😥


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s