Little Dorrit – BBC 2008

Arthur Clennam volta para a Ingleterra depois de 20 anos vivendo na China. Seu pai, no leito de morte, faz à Arthur um pedido misterioso com relação à sua mãe. A mãe dele é um demônio (embora fanática religiosa), e se recusa a dizer à Arthur ao que o pai se referia quando morreu. Mas ele está determinado a descobrir a verdade e cumprir o pedido do pai. É aí que ele conhece a jovem Amy Dorrit, que está trabalhando como costureira para a mãe dele. Como a velha bruxa não é dada a fazer caridades, Arthur começa a desconfiar que a família dele esteja relacionada com a situação da família de Amy. Amy Dorrit nasceu e cresceu na prisão de devedores de Marshalsea, onde o pai dela está preso há mais de 25 anos por conta de dívidas não pagas. Então Arthur começa a fazer tudo que pode para ajudar a família dela e tentar desvendar os mistérios do passado, e Amy acaba se apaixonando por ele.

Mais uma bela adaptação de um clássico de literatura inglesa pela BBC. Tinha como melhorar? Tinha… pelo menos para mim, porque o ator Matthew Macfadyen (meu Mr. Darcy favorito) faz o papel principal, Arthur Clennam. Já assisti outros filmes e séries com o MM, e cheguei à uma conclusão definitiva: ele nasceu para interpretar mocinhos de época.

Arthur é a bondade em pessoa, Amy também, mas o personagem que eu mais gostei foi John Chivery, filho do carcereiro da prisão, que cresceu com Amy e é apaixonado por ela. O coitadinho não tem a menor chance, e mesmo sabendo que ela não ama ele, faz de tudo para ajudá-la. E ele é super-dramático nas declarações dele, é engraçado e de dar pena ao mesmo tempo. O ator que interpreta John é muito bom e a cena abaixo é uma das melhores que eu já vi.

Me envergonho em dizer que nunca li qualquer obra de Charles Dickens, um erro que pretendo corrigir logo. A minissérie tem 14 capítulos, sendo o primeiro e o último de 1 hora de duração, e o restante de 30 minutos. Assisti tudo em duas noites para não perder o ritmo, porque são tantos personagens e tantos mistérios que é fácil se perder. Na verdade, tive que assistir ao final duas vezes, e apelar para o resumo do livro wikipedia para entender bem algumas coisas que não ficaram claras para mim, como o mistério das origens de Amy e Arthur.

Fiquei interessada em ler o livro, mas descobri que a última edição dele em português foi em 1968, e é pouco provável que eu vá encontrar para comprar. Achei em inglês na internet, mas são 871 páginas! Vou ter que estar muito inspirada para ler o livro todo, mas dei uma lida nas últimas 100 páginas para tentar capturar alguns fatos que a série não esclareceu. Fazendo uma breve pesquisa descobri que o pai de Charles Dickens passou alguns anos na prisão de devedores de Marshalsea, e que a história é uma crítica às leis da época, que prendia os devedores, assim impedindo-os de trabalharem para pagar as dívidas.

No fim das contas, a série valeu as oito horas passadas na frente da televisão, e é mais uma obra que vai para minha coleção. Link para baixar: Little Dorrit, segunda opção de download: Little Dorrit

29/04/2011 – Voltei para dizer que nos dois últimos dias já assisti o episódio final de Little Dorrit pelo menos uma quatro vezes e estou amando cada vez mais! Para quem não entendeu a ligação entre Amy e Arthur postei a explicação nos comentários para não dar Spoiler.


40 Comentários on “Little Dorrit – BBC 2008”

  1. anisha disse:

    Ainda nao consegui parar de reler norte e sul…….mas queria uma sugestao para o meu proximo livro…….o que vc sugere?

    • samantaf2010 disse:

      Não sei se já te perguntei, mas você já leu Jane Eyre? É muito bom, e tbm tem um adaptação da BBC que é linda.
      É um romance um pouco mais sombrio, com alguns mistérios… eu recomendo.
      Tenho o arquivo do livro em PDF se você quiser.
      O Morro dos Ventos Uivantes você já leu? Não é bem um romance (na minha opinião), mas é muito bom.

      • Vanessa Rodrigues disse:

        Essa versão de 2006 (BBC) de Jane Eyre é um dos filmes mais lindos que eu já vi na minha vida!

  2. anisha disse:

    Jane Eyre ainda nao li! Quero o livro em PDF sim! Obrigada! Morro os ventos uivantes eu li sim…..é bom, mas realmente nao e um romance!

    Obrigada
    Vc gostou da fic que eu mandei???

    • samantaf2010 disse:

      Oi,

      Vou te mandar Jane Eyre então.
      Eu li metade da fic que você me mandou, pretendo ler o resto neste final de semana, mas estou adorando!.

      • Tássia Bastos disse:

        Estou morrendo atrás de um pdf da Jane Eyre! Passei um bom tempo procurando ele e North and South, mas achei North and South recentemente. Será que você não poderia mandar Jane Eyre pra mim? Adoro seu site e as fanfics que você posta! Ainda não assisti Little Dorrit, mas só de ter o Matthew já entrou pra minha lista!

  3. Para quem não entendeu o final da série (é confuso mesmo), aqui vai a explicação traduzida do wikipedia:
    A mãe biológica de Arthur era uma jovem e bela cantora com quem seu pai tinha passado por uma espécie de cerimônia, antes de ser pressionado por seu tio rico a se casar com a atual Sra. Clennam. A Sra. Clennam tinha concordado em levar a criança na condição de que sua mãe nunca mais o visse. A verdadeira mãe de Arthur morreu de desgosto por ter sido separada de Arthur e do Sr. Clennam, mas o tio rico, tomado por remorso, tinha deixado um legado para a mãe biológica de Arthur e a “filha mais nova de seu patrono”, um músico gentil que tinha ensinado e feito amizade com ela e que vem a ser o tio paterno Amy Dorrit, Frederick. Como Frederick Dorrit não tinha filhos, o legado vai para a filha caçula do irmão de Frederick, que é William Dorrit, o pai de Amy.

    • Priscila disse:

      Samanta, cê não sabe como eu tou agradecida a você por ter tido a bondade de postar essa explicação sobre o segredo da Mrs. Clennam! Comecei a assistir Little Dorrit ontem e agora há pouco terminei o último episódio… Mas assisti umas 3 vezes a mesma cena, fiz até um esquema relacionando os fatos no papel, mas não conseguia entender a relação da Amy com tudo aquilo! hahaha
      Teu comentário esclareceu minhas dúvidas! Tudo se encaixou muito bem! Mas o envolvimento do tio Frederick, apesar de também se encaixar, uma vez que ele mesmo disse ao Arthur que conhecia o pai dele de muito tempo, ficou tão implícito que foi impossível deduzir a ligação entre a Amy e o problema do Arthur…
      Muito obrigada!! Não ia conseguir dormir hoje!

      • Oi Priscila!

        Acho que essa parte do final foi uma falha no roteiro da série, pois não ficou claro mesmo!
        Já vi as pessoas criarem as mais loucas teorias com base naquele final, inclusive uma de que o Arthur e a Amy seriam irmãos. Acho que incesto não seria um tema apropriado para Charles Dickens.
        Que vom que pude ajudar!

        Um abraço,
        😉

      • Raine Mendes disse:

        Nossa muito obrigada pela explicação, não estava conseguindo entender o ultimo episodio, estava ate achando que Amy era meia irmã de Arthur, que doidera, gente. Agora posso dormir em paz, obrigada de novo!

    • Também queria agradecer por postar a explicação do último episódio! Vi hoje ele e tInha achado muito confuso, como se Amy fosse a filha do Mr. Cleenam com a dançarina e e o Arthur filho de uma outra mulher e não necessariamente do Mrs. Cleenam. Agora tudo faz sentido! Muito obrigada mesmo!
      No mais, adorei a série, muito bem feita, com personagens corretos e com dramas humanos! Muito boas as atuações também!

    • vera disse:

      Nossa Samanta até que enfim entendi o final!! Voltei a parte que o Rigout fala, várias vezes mas não entendia, pois achava que amy e arthur eram irmãos… obrigada, coloquei até no google pra ver se achava uma explicação e cheguei até vc, rsrs, obrigada!!

  4. Priscila disse:

    O pior é que deixa espaço pra teorias loucas mesmo… Mas a série valeu muito a pena!
    Obrigada pelos teus textos, adoro acompanhar teu blog! Abraço :~)

  5. Fabiola disse:

    Eu fiquei dias pensando se, na complicação que foi aquela explicação, eles eram ou não parentes… Obrigada.

  6. LiLy disse:

    Nooossa! Finalmente consegui entender o final!!!

    É de deixar qualquer um doido! eles deveriam ter explicado melhor esse rolo todo. A princípio tinha entendido que o Arthur era adotado e a Amy era filha do Mr, Clennam…

    Muito obrigada por esclarecer, estava vasculhando a internet procurando um resumo do livro pra eu poder entender…:D

    Mas a série é ótima, já estou me sentindo uma órfã…

  7. LiLy disse:

    Áh! já ia me esquecendo, qual é a da Miss Wade e a da Tattycoram? Também cheguei a pensar que o Arthur fosse filho dela, mas ela é muito nova pra ser mãe dele. Por que ela tinha aquela caixa com uma carta e sapatinhos que tudo indica serem dele?

    • Aquela caixa pertencia a mãe verdadeira do Arthur, e estava em poder da Sra. Clennam, e foi roubada pelo Rigaud para chantageá-la, ele deu a caixa para Miss Wade guardar para ele.
      Pelo que eu entendi dentro da caixa além dos sapatinhos tinha uma carta da mãe verdadeira do Arthur para ele.

  8. LiLy disse:

    Áh é verdade, havia me esquecido que o Regaud havia roubado essa caixa…Puxa, são tantos detalhes que acabaram me deixando confusa…

  9. Alessandra Azevedo disse:

    Olá Samanta eu assisti Little Dorrit e O&P com MM e amei,mas fiquei triste em vê aquele homem ser rejeitado duas 2 vezes,vc já notou a expressão que ele faz,chega dá dó..
    Primeiro na chuva em O&P e depois com Srt.Maggy naquela viela solitária,as vezes me pego pensando naquela cena,se fosse agora,eu não deixaria ele dizer nem a primeira letra da palavra casamento,diria sim,sim,mil vezes sim.Só aqueles olhos me diriam tudo.obrigada mais uma vez por contruir a cada dia este espaço.
    Dava pra postar estas duas cenas?

  10. Sonhadora disse:

    Estou perdidamente apaixonada por Matthew… Aquele olhar, aquela voz, aquele porte… ai…ai….

  11. Vanessa Rodrigues disse:

    Eu tinha entendido que Arthur era filho de outra mulher com o pai dele… mas nao conseguia entender a ligação da estória dele com a de Amy, porque o Rigaud só diz que no dia da morte da mãe de Arthur uma criança nascia na prisão. Então entendi que se a Sra Clennan contasse a verdade sobre amy, a verdadeira estória de Arthur viria a tona, mas nao consegui entender qual era esse elo de ligação

  12. Ariane disse:

    Finalmeeeeente entendi!!!muuuuuito obrigada!!!mas ainda resta uma duvida…a Amy fala para o Arthur q não tem mais nada..ok…o dinheiro do pai dela se foi…mas ela não tem essa herança(que agora eu sei que é do tio) para receber?!e o Arthur…com a morte da mae…também não recebe o dinheiro da família?!então como que eles ainda se consideravam pobres?!

    • patriciarv disse:

      Ariane, estava lendo o resumo do livro no wikipedia também para entender melhor o final, e lá diz que a Amy, para não ferir o Arthur, prefere não contar para ele o que ela sabe mesmo tendo que abrir mão da herança. E a Mrs. Cleenam fica sem fala e com os membros paralisados após receber o perdão de Amy e ver sua casa ruir, mas aparentemente não morre – logo, o Arthur não herdaria nada ainda. Na seqüência, diz que quando Mr. Doyce volta da Rússia rico, Arthur é solto com sua fortuna reavivada, e Amy e Arthur casam. Ou seja, parece que no livro Amy não recebe sua fortuna e Arthur não sabe da verdade. Será que eles inventaram a parte da Harriet levando a caixa para o Arthur na prisão na série?

  13. Georgina Guimarães disse:

    Ahhhhhhhhhhh
    Agora entendi o final!!! Fui até ver td novamente para não perder os detalhes. O Tio Frederick diz inclusive para o Arthur que conheceu o pai dele e que ele frequentava a casa de shows que ele tinha antes de perder td.
    Qd vi pela primeira vez entendi o o Arthur e a Amy eram filhos do Sr., Clennam e pensei: Babou td.. eles são irmãos!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Valeu a explicação…

  14. lara disse:

    gente como faço para assistir não estou conseguindo!:(
    me ajudem!!!!!!!

  15. C.K. disse:

    Geeeente, ninguém entende sozinho através da explicação que a série dá!!! Vc fica ansioso(a) pra saber, e no final acaba mais enrolado(a) das ideias que no começo… Admito que fico feliz por eles não serem irmãos, embora tenha descartado essa ideia rápido… Sabia que não tinha entendido direito e deixei pra lá… Até que li a explicação aq. Valeu!!!🙂

  16. SEVERINO R B BITTENCOURT disse:

    Bom dia, também a adorei Little Dorrit e só aqui é que de fato entendi o seu final. Vlw gente😀

  17. Rodrigo disse:

    Valeu galera, deixa ver se entendi: no testamento há o legado para little dorrit e para Arthur, é isso? não poderia ela entregar o legado a ela sem revelar o segredo de Artur, é isso?

    • Olá Rodrigo,

      O legado era para Amy, mas estava ligada diretamente às origens Arthur. Ele continuaria sendo o herdeiro do Sr. Clennam, mas a Amy teria direito a uma parte. Se a Sra. Clennam revelasse o legado, revelaria também que não era mãe biológica do Arthur.

  18. Anonimo disse:

    Consegui assistir essa série agora que colocaram no you tube legendada em português os links dos downloads não funcionaram para mim, e sinceramente se não fosse o MM, essa série não teria muita graça, achei bem exagerado os esteriótipos que eles fizeram das pessoas e e ficaram enrolando a tempo todo com o segredo e no fim não ficou bem revelado, mas valeu a pena!

  19. Elizabeth disse:

    Olá Samanta esse seu post é de 2013, não sei se você já leu essa obra, achei em inglês no Domínio Público, se tiver interesse em ler está aqui o link : http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=15097

    • Obrigado Elizabeth,

      Na verdade eu tenho o livro Little Dorrit, comprei um exemplar lindo em inglês, paguei bem baratinho na livraria Cultura, só não li ainda.

      Obrigado pela dica.

  20. Vanessa Almeida disse:

    Pessoal a serie Little dorrit ta dando erro pra baixar no servidor .Por favor postem novamente.

  21. Camila disse:

    Por favor, alguém poderia me enviar o episódio 14? Não encontro ele legendado em português em lugar algum! Me ajudem!!!

  22. Tatiana disse:

    No site filmesfreeonline.blogspot tem a série, ainda tem Jane eyre, orgulho e preconceito, Emma, north e south e outros, todos legendados.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s