Joe Wright e Keira Knightley sobre Matthew Macfadyen

“Não há muitos jovens atores que têm influência e apelo sexual e ainda assim não têm medo de não serem gostados. Ele é desagradável num primeiro momento, Darcy, e a maioria dos atores têm medo de não ser gostado, não Matthew. E ele ainda tem uma abertura que permite que você se apaixone por ele.” Joe Wright, Diretor

“Matthew é muito inteligente e fez Mr. Darcy essa pessoa complicada, que não está tranquilo em sua pele e que não é fácil de amar, embora ele seja uma pessoa muito boa, com um senso de honra e integridade. Também Matthew, ao contrário de muitos atores, não é vaidoso e não tinha medo de ser detestado por uma audiência no início da história. Nós temos que antipatizar com ele, porque estamos vendo-o através dos olhos de Lizzie. E nós viemos a amá-lo assim como Lizzie.” Joe Wright, diretor

“A procura por Darcy foi longa. Nos encontramos com todos mas nunca houve nenhuma dúvida de que sempre seria nossa primeira escolha, Matthew Macfadyen.” Paul Webster, Produtor

“Nós fizemos muitas audições com diferentes Darcys, e eles todos foram fantásticos, mas havia uma coisa ou outra que não funcionava. Com Matthew, a primeira vez que nós lemos, nós realmente nos conectamos. Não estava no script ou nada do tipo. Apenas aconteceu naturalmente quando nós estávamos interpretando a cena.”  Keira Knightley

“Nós preferimos este tipo bastante andrógino em nossos papéis principais masculinos no momento, o que é adorável. Johnny Depp, Orlando Bloom. Lindos! (Eles) são absolutamente adoráveis, mas é terrivelmente romântico ter esse cara grande. Ele é um pouco tipo Richard Burton… E o que é incrivelmente romântico é que você tem esse homem grande, mas ele é tão vulnerável também. E é tão raro ver isso no cinema.”  Keira Knightley

“Fui para ler com ele e eu praticamente não conseguia dizer minhas falas. Eu só ficava olhando para ele pensando o que diabos aconteceu entre você entrar na sala como Matthew e você começar a ler, porque ele realmente virou Darcy.” Keira Knightley

“Então eu conheci Matthew e clicamos de imediato. Eu amo ele porque ele é um cara grande que na verdade é muito raro na tela hoje. Cineastas tendem a procurar por aquele visual um pouco mais andrógino estes dias, o que é adorável, mas uma das coisas mais românticas do mundo é um homem viril, especialmente quando, como Matthew, ele é intensamente vulnerável também. Matthew interpreta Darcy de uma forma que eu nunca vi antes, com uma vulnerabilidade enorme .” Keira Knightley


19 Comentários on “Joe Wright e Keira Knightley sobre Matthew Macfadyen”

  1. fernanda disse:

    samanta queria saber quais livros vc ja traduziu que tem haver com orgulho e preconceito
    daria pra vc me mandar ?
    desde já agradeço
    beijos =*
    ps. fernanda_pds@hotmail.com

    • Ana Souza disse:

      Samantha!!! Essa cena parte o meu coração e minha paixão inconsciente pelo Mr Darcy se torna transparente, completamente evidente!

      Sou completamente apaixonada por histórias de amor tais como Orgulho e Preconceito, Jane Eyre, Razão e Sensibilidade, Morro dos Ventos Uivantes, entre outros.

      Você mencionou que possui fanfics e livros relacionados a Orgulho e Preconceito e que podia enviá-los! Ficaria muito agradecida se pudesse me passar! (aninhasouza@gmail.com)

      Adoraria que você me sugerisse alguma coisa na mesma linha (títulos)! Eu dou um jeito de comprar, baixar, etc…

      Muito obrigada desde já!

    • Ana Souza disse:

      Olá, Samanta! Muito obrigada pela resposta!

      Então. Eu acredito ter assistido todas as versões de Orgulho e Preconceito. Achei do Colin Firth impossível de assistir após ver duas interpretações irrepreensíveis (Keira e Matthew). Eu li o livro (recomendo a quem não o fez). O Colin está extremamente caricato e a atriz principal não tem o ímpeto da personagem… Não representam, portanto, o espírito das personagens originais.

      Colocarei Death Comes to Pemberley para baixar assim que chegar em casa (graças à internet como bem disse no seu post). Isso provavelmente jamais chegaria ao Brasil! Sentirei saudades de meu Mr. Darcy favorito (e da sua incrível voz!!!).

      Imagino que Death Comes to Pemberley atenderá o restante do livro, que faz menção ao desenrolar dos personagens! Espero que seja fiel à obra!

      Eu nunca ouvi falar nos livros Mr. Darcy’s Diary e Impulsive & Initiative!!!! Você tem os PDFs traduzidos? Devorarei!

      Por enquanto, eu me renderei às fanfics, apesar de não ter esse hábito.

      Baixei série Little Dorit (Charles Dickens) e comecei a assistir ontem. Parece interessante. Recomendo.

      Muito obrigada pela atenção e ajuda!!!!!!!!!! (Amei o site)

    • Ana Souza disse:

      Samanta!!! Andei pesquisando obras similares a Org&Prec, North&South, Jane Eyre para preencher esse vazio que me dá de não poder ter todo dia um pouquinho mais de algo como Mr Darcy, Thornton, Mr Rochester… Ai ai… Descobri um monte de coisas que não conheço de Charlotte Bronte, dentre as quais Villette! Dizem que é melhor que Jane Eyre!!!!!!!!!!!!!!!! Assim eu enlouqueço! Não sei se já ouviu falar! Vi na página da Universidade de Oxford! (http://writersinspire.podcasts.ox.ac.uk/writers/charlotte-brontë?qt-collection_media=1#qt-collection_media)

      Há comentários sobre outros autores que também irei pesquisar mais. Já ouviu falar? Sabe se há algo gravado ou livro traduzido de preferência? Achei no IMDB uma breve menção sobre uma minissérie com 5 capítulos mas não acho em canto nenhum da internet… Fica então a dica! Já baixei Death Comes to Pemberley e começo hoje a assistir o primeiro capítulo (com muita saudade do Matthew).

      • Oi Ana!
        Eu quero ler Villete também. Acho que você pode gostar de The Tenant of Wildfell Hall (tem tradução para o português e minisérie), e Wives and Daughters e Cranford da Elizabeth Gaskell. Charles Dickens também é ótimo, e tem várias séries e filmes inspiradas na obra dele, gosto principalmente de Little Dorrit. As séries baseadas nos livros do Thomas Hardy também são boas, já assistiu Tess of the d’urbervilles? É bem pesado mas é ótimo. Neste link tem todas as séries da BBC que eu assisti e postei aqui: https://samantaf2010.wordpress.com/category/entretenimento/series-bbc/
        E sobre essa série de 5 capítulos que você mencionou, é de Orgulho e Preconceito? Se sim, pode ser a versão de 1980? Esta tem 5 capítulos.

  2. fernanda disse:

    muitoo obrigada😉

  3. Évila Santana Mota disse:

    Olá Samanta, gostaria de saber onde você encontrou esses comentários de Joe Wright e Keira Knightley falando sobre o amado Matthew Macfaden.

    • Oi Évila,
      São partes de entrevistas da época do lançamento do filme que achei em inglês e traduzi.
      No final do primeiro vídeo que eu postei (a partir de 06:00) o Joe Wright e o produtor do filme falam praticamente a mesma coisa a respeito do Matthew.
      Ainda tenho mais umas entrevistas tanto do Matthew quanto do Joe Wright para traduzir.

  4. Sandra C. disse:

    Samanta!
    Olá tudo novo por aqui, gostei ficou bonito…tanto quanto o outro era.
    Quero comentár sobre o que os colegas de elenco e produção dizem sobre o Mathew (os bastidores não mentem). Apesar de só a Keira ser indica ao oscar, o filme que amamos, deve muito a este rapaz lindo que emprestou todo o seu talento a este personagem, concordo quando dizem que o contraste do seu físico (grande e viril adoooro) ajustado a sua vulnerabilidade não deixaram duvidas na escolha dele, que deu vida á Darcy “de verdade”. Mathew é um ator completo que passa seriedade sem estrelismos, ele talvez não tenha um oscar (o que não é impossivel) mas é um orgulho que existam profissionais como ele que tem uma vida particular bem cuidada, e isso reflete na carreira, ele passa credibilidade e amor a arte e isso só ressalta o seu talento, torço que ele tenha muitas oportunidades de brilhar!!!
    bjss, adoro estar por aqui.

    • Obrigado Sandra,
      Resolvi fazer uso dos recursos do wordpress para personalizar o blog.
      Mesmo não tendo sido indicado ao Oscar como a Keira, o Matthew fez um trabalho lindo e deixou a sua marca na história com a interpretação do Mr. Darcy. E mesmo não sendo tão ilustre quanto um Oscar ele já foi indicado duas vezes ao BAFTA e ganhou uma das vezes, e alguns outros prêmios menores.
      Eu já li algumas declarações de fãs que conheceram ele pessoalmente e disseram que ele é um verdadeiro cavalheiro, atencioso e educado. O que mais dizer?
      Bjus

  5. Marcia disse:

    Lindas as palavras da Keira, parece que nesses nossos tempos de androginia tanto no físico de homens e mulheres (a própria Keira é um exemplo disso), faz falta homem com cara e jeito de homem, e o Matthew preenche bem esse vazio…

    • E põe jeito de homem nisso.. rsrsrs

      Não gosto desse tipo que ela se refere Orlando Bloom, Johnny Depp (eu era louca por ele quando tinha 14 anos), ou esses tipos ‘babyface’.
      Além do Matthew gosto muto do Richard Armitage, até já sonhei com ele!🙂🙂🙂 Ah, e tem o Colin Firth, que apesar de estar meio coroa agora continua muito charmoso.

  6. Oi Bruna,

    Obrigado pelo link. Na realidade não acho que um Oscar seja tão importante, ainda mais para um ator tão pouco vaidoso quanto ele. O Oscar é puramente comercial, e já vi muito filme ruim que ganhou um bocado deles.
    Eu li uma entrevista da esposa dele dizendo que depois de Orgulho e Preconceito choveram roteiros de tudo que é tipo de filme em cima do Matthew, mas que ele recusou quase todos porque não eram papéis que tinham interesse para ele. Por ele ser um ator de formação clássica acredito que ele leve a profissão mais a sério do que estes atores comerciais que aceitam os papéis pelo cachê milionário ou pela exposição que vão conseguir. Fico contente que ele tenha sido indicado a outros prêmios (o BAFTA é uma grande honra) e prêmios de cinema independente como os que ele recebeu pelo filme Um Refúgio no Passado.
    Já mandei o livro para o seu e-mail.🙂

    • Bruna disse:

      Obrigada pelo livro, eu também acho bom que ele seja bastante independente e leve a sério o que faz, mas achei o fim da picada indicar a Keira ao Oscar meio no que “não temos opção mas também não damos o braço a torcer” pq a atuação dela foi boa mas nada de demais, das mulheres do filme, eu ainda gostei mais da Jena como a Lydia.

  7. Laiza disse:

    Samanta, vc poderia me mandar a tradução de Mr. Darcy’s Diary?
    e-mail laiza_.costa@hotmail.com

  8. Cris disse:

    Vejam que bonitinho – Ripper street = behind the scenes
    http://www.mirror.co.uk/tv/tv-news/see-ripper-street-series-three-3675936

  9. MARLI DOS SANTOS GOMES disse:

    oI>sAMANTHA GOSTARIA DE RECEBER A TRADU.CÃO DO LIVRO iMPULSE E iNITIATIVE .oBRIGADA.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s