Ah, aquele quase beijo…

E quem nunca se pegou imaginando o que teria acontecido se o Mr. Darcy tivesse fechado aqueles centímetros de distância e beijado Elizabeth? O momento seria totalmente errado, tinham muitos mal entendidos entre eles, mas era capaz dela esquecer dos ‘infortúnios’ do Wickham rapidinho depois de um beijo do Mr. Darcy. Ou ela daria um tapa nele…🙂


29 Comentários on “Ah, aquele quase beijo…”

  1. Carol Bauer disse:

    Eu acho que ela tbm queria…

    Viu como ela tbm se aproximou dele??? no fundo acho que ela sentia alguma coisa, não no livro, mas no filme… rolou uma química. rs

  2. Lia Christo disse:

    Oi Samanta,
    sempre fico imaginando que se o beijo tivesse rolado, as coisas já teriam se acertado dali.
    Mas, ao mesmo tempo analisando o temperamento da Lizzy, acho que ele poderia levar um tapa, após o beijos, pois, acho que ela não conseguiria evitar de corresponder, quem poderia? kkkkkkk
    Será sempre uma dúvida em nossas cabeças…

  3. claudia garcia moura disse:

    Samanta
    Eu acredito que no filme ela também se sentisse atraída por ele,mais do que no livro e na minisérie.Quem viu os extras,lembra que Joe Wright queria dar essa impressão,como na Assembéia em Meryton,no baile em Netherfield que ela se esconde dele e do Sr Collins.Acredito,como vocês que se ele insistisse o beijo rolaria.E conhecendo “nossa amiga”Elizabeth rolaria um tapa também.Pois ele a desprezou e ela se arrependeria depois de ser tão fraca.Também notava vendo a cena,que ela olha com desejo pra boca dele,e depois da primeira visita dele em Longbroun com Sr Bingley,a reação dela,primeiro confusa,depois nervosa e por fim na conversa com Jane em que ela conta que “TINHA ESTADO TÃO CEGA”.Se aquilo não é desejo (pra não dizer outra coisa)eu não sei oque é!?Quando leio o trecho em que ela visita Pemberley,quando ela encontra Sr Darcy(MM)gosto de imagina-la olhando pra ele e pensando:”E DE TUDO ISSO EU SERIA DONA”!!Pelo menos a Lizzie do filme.O que vocês acham?

  4. Bruna disse:

    Eu acho que ela teria correspondido ao beijo e depois dado um tapa nele, devido ao temperamento dela.
    Mas ainda sim no livro eu achei estranho ela se sentir ofendida pelo comentário dele de que ela “não era atraente” e posteriormente se sentir irritada pela suposição de que ele pensava mal dela, pois no livro dizia que ela não se importava com a opinião dele ( bem eu acho que li “não se importava o suficiente” mas agora eu não lembro )
    Bem porque a mim parece que para se ofender e irritar se tem que valorizar a opinião de quem fala e para valorizar, essa pessoa tem que ter alguma importância, que é o que me deixa confusa se no livro poderia ter havido alguma atração da Elizabeth pelo Darcy desde o início e se ela teria ignorado isso cegada pela raiva como todas as outras coisas, ( até porque durante o livro todo pra quem não gosta, ela fala até demais dele rsrsrs ) bem eu falo um pouco por experiencia própria pois eu mesma já acreditei não me importar com alguma coisa por conta da raiva no momento.

  5. tessy Benet disse:

    puxa queria que ela tivesse beijado ele!!!

    essa Elizabeth tem força sobre-humana

    nenhuma mortal resitiria aqueles olhos azuis tão vuneraveis e tristes .

  6. claudia garcia moura disse:

    Concordo com você,Bruna.Pra quem pouco se importava com a opinião,ela se importava e falava muito.Mas sobre a cena do quase beijo,deixei de comentar que sempre me pareceu que ele quase a beija para ver o que ela faria,como responderia a ele.Era como se ele desse um tipo de provocação,sei lá.Acho sim que ela pelo menos no filme se sentia atraída por ele.Pensando bem,quem não ficaria?!Sobre a fic”Unbearable Tension”,o Sr Darcy faz oque eu acho que faz?É bem escrita mas as pessoas as vezes viajam…

    • Hum…. depende do que você acha que ele faz, mas acho que sim. Ele ‘manipula’ ela… por assim dizer. É uma viagem, eu sei, ele nunca faria uma coisa daquelas, mas admiro a criatividade do povo em matéria de sacanagem. Essa fic não está terminada, é um WIP (Work in Progress), e estou acompanhando os capítulos. Depois dessa cena inicial até que segue comportada.
      Aquela outra Breathe é melhor, mas fizeram a Jane meio malvada e o Bingley… (ops já ia dar Spoiler).

  7. Meu julgamento pode ter sido poluído pela quantidade enorme de fanfic que eu leio, mas eu acho que se não fosse aquele comentário ‘Ela não é bonita o bastante para me tentar’, ela iria ter ficado bem encantada por ele sim. Bonito, rico, inteligente, quem não ficaria? Como ela mesmo diz no livro, a vaidade foi o grande erro dela… E sabe aquele ditado “quem desdenha quer comprar”? Eu acho adequado para a situação. E a intensidade com quem ela odiava ele, logo acreditando no Wickham, me faz crer que ela estava buscando motivos para não gostar dele, simplesmente porque acreditava que ele não gostava dela.
    E o amor e o ódio às vezes são sentimentos muito próximos.

  8. claudia garcia moura disse:

    Eu li Breathe,você postou em outra ocasião.Achei bem interessante os destinos dados pela escritora aos personagens.Gostaria que você continuasse postando algumas fics desse site.Sobre a outra,Unbearable Tension,eu entendi que ele “força a barra”(depois que você disse que tudo que se escreve aqui serve de referência,eu me policio.É como a fic Sábado, eu ia escrever outra coisa ,mas desisti.Sobre o comportamento da Elizabeth compartilho da mesma opinão.Pelo menos no filme,no livro Jane Austen deixou muito para nossa imaginação.Sorte os sentimentos do Sr Darcy terem sido constantes.

    • Cláudia, Eu estava brincando quando fiz aquele comentário sobre as referências. Por mim vocês podem usar as palavras que quiserem aqui nos comentários (desde que se sintam à vontade para usá-los e todo mundo se respeite). Tem algumas meninas adolescentes que frequentam o blog, mas acho que perto do que se vê hoje na internet, usar a palavra ‘masturbar’ não é nenhum escândalo.

  9. claudia garcia moura disse:

    Pelo sim,pelo nâo.Estou vendo um tumblr sobre orgulho e preconceito que é muito hilário.Eles fazem umas colagens D+.Tem uma sobre a cena da primeira proposta do filme que é show.Tudo é igualzinho como do filme,mas quando chega a hora da rejeição,alguém empurra a Elizabeth e diz:Sai pra lá maninha,que eu quero!!HAHAHA

  10. Bruna disse:

    Manda o link desse tumblr!

    E Samanta foi isso que eu pensei, que preterir o Sr. darcy ao Wickham, que ela buscou motivos para odiá-lo só por causa do cométário dele, se ele não tivesse feito ela teria gostado dele sim, eu acho, na verdade o amor e o ódio não são opostos, o ódio é um outra faceta do amor, ele surge como mecânismo de defesa ante uma fustração amorosa ou de uma pretenção amorosa, ele cria uma obcessão ( inclusive eu achei que a Elizabeth quiz encucar demais sobre o caráter dele ) ativando o sistema de recompensa do cérebro, na verdade a paixão no ódio é até maior, então até certo ponto o Sr. Darcy não estava errado em julgar que ela era apaixonada por ele.
    Em resumo no meu ver, o Sr. Darcy é perfeito, tem falha nenhuma, está sempre com a razão e Elizabeth é uma tola, precipitada, vaidosa, e provávelmente não tinha mesmo nenhuma atratividade, foi o Sr. Darcy que movido pela paixão lhe atribuiu isso, pois eu acho que se ela fosse bonita, o Bingley teria flertado com ela e a irmã, pois o próprio Darcy diz que o Bingley era bastante instável nas afeições dele, ele provávelmente só se manteve apaixonado pela Jane porque ele não encontrou outra moça mais bela.

    • Ester disse:

      Ah!!! pobre Bingley, eu não o acho tão inconstante assim,
      ele ficou quase um ano sem ver a jane e mesmo assim mateve seu amor.

      quanto a elizabeth eu gosto dela,ta ela erra feio, mas pô, ela é humana
      e claro que Darcy é perfeito,mas no começo ele esconde legal toda a sua perfeição.

      • Concordo com você, o mal do Bingley era a insegurança, confiar mais nos outros do que em si mesmo.
        Eu não acho que o Mr. Darcy fosse perfeito, ele ERA orgulhoso e arrogante, mas o encanto para mim é que ele mudar, se torna um homem melhor por causa do amor que ele sente por Elizabeth.
        “O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição.” Aristóteles

  11. Bruna disse:

    Eu não acho o orgulho um defeito, somente em pessoas de personalidade forte e moral rígida ( acho até natural serem orgulhosas, esse tipo de gente não abre mão de ser quem é por motivos pequenos ), vaidade é que eu acho terrível, pessoas vaidosas se enganam com elas mesmas o tempo todo e detestam ter seus enganos desfeitos ( e ficam mudando o tempo todo em busca de aprovação ) e a arrogância também não vejo como um defeito em si, para ele era até natural possuir um sentimento de propiedade forte ( é um homem de personalidade forte ) diante da insegurança do Bingley, Eu não vejo o orgulho e a arrogância dele como defeito, pois diferente do Bingley, ele sabe o que quer ( é a própria arrogância dele que o fez admitir para ele mesmo sem rodeios o que ele quer e o que não quer o orgulho é que manteve ele afastado dela ), e não é dissimulado.
    O orgulho e a arrogância no meu ver não são defeitos, na verdade eu vejo como coisas neutras, o mesmo orgulho que fez ele não dar o braço a torcer rápidamente, foi o mesmo que faz ele depois não desistir dela com tanta facilidade, orgulho com estupidez é que vira teimosia, e a arrogância, a mesma que fez ele interfirir com o Bingley é a mesma que o faz reconhecer para ele mesmo o que ele deseja e o que ele não deseja, a palavra arrogância vem do latim arrogare que significa propriedade, isso significa que ele não tem medo de assumir os próprios desejos, pensamentos e sentimentos, eu acho que o que a Elizabeth tinha, era no fundo medo, a raiva dela era uma respostas defenciva ao medo que sentia dele e uma forma de esconder o medo, pois sabia que ele poderia dizer o pensava e sentia sem rodeios mesmo que soasse desagradável, ela o recriminou a princípio, por ser o que ele era, enquanto que o Bingley ela só julgou ele bem, por ele ser agradável momentaneamente, pois na hora que ele foi pressionado ele não teve coragem, o Sr. Darcy não é dócil, mas dizer que o personagem tem defeitos eu não diria, pois o que se poderia dizer de defeito nele é o fato de não ter mentido apenas para a Elizabeth ter o ego dela massageado, para a Elizabeth ele era defeituoso só pq ele não é paparicador mas eu a acho muito contraditória e relativizadora de caráter, pois o que ela atribuiria como qualidade ao Sr. Darcy ( só porque ele era um homem atraente ) ela atribuiu como defeito ao Sr. Collins, o que ela não capaz de reconhecer nela mesma é o clássico com homens bonitos é uma coisa e com homens feios é outra, É por isso que ela aceitou o Wickham (paparicador e belo), Odiou o Darcy ( não paparicador e belo) e desprezou o Collins ( paparicador e feio), o Darcy só aceitou a Lizzy pq Jane Austen quiz, ou porque ele era homem mesmo e como todo homem não interessa muito se ela erra ou não se era inteligente ou não, interessava a ele é que ele tava afim, é porque Jane Austen não mostra os pensamentos dele, mas provávelmente ele como qualquer homem devia achar que ela por ser mulher era normal ser tola, imprudente, equivocada, emotiva e confusa, a única coisa que ele gostou nela era o que ele não tinha, humor, animação e dava para pelo menos ter uma conversa interessante, nem que fosse para ele corrigí-la o tempo todo e achar graça das farpadas dela.

    • claudia garcia moura disse:

      Sobre o orgulho,já dizia a minha avó que “quem tem orgulho é por que têm do que se orgulhar.Não o considero um defeito.Arrogância,principalmente contra inferiores é que me nauseia.O que não é o caso do Darcy,pois a máscara da indiferença que ele usava servia tanto aos grandes do seu meio como ao povo de Meryton.Fico irritada com os que dizem que ele era um hipócrita.Pois na 1º proposta ele deixa claro que ele levou em conta as “baixas conexões” de Lizzie pois eram “um problema”.As mesmas que ele comentara em Netherfield que não trariam maridos de projeção para as irmãs Bennet.Não acho correto a maneira que ele aborda o fato para ela,ele dava como certo o consentimento.Ele poderia falar tudo isso,mas depois,de outro jeito.Que ele interferiu na ligação de Bingley com Jane por puro desprezo,sendo que Charlote disse o mesmo,e que quando a mesma Charlote anunciou o compromisso com Sr Collins,Lizzie tentou trazer a amiga a “razão,(se isso não é interferencia,eu naõ sei oque é? A única diferença é que Darcy foi bem sucedido.Quanto o que impusiona ele a propôr é o amor e o poder libertador que teve nele.Não acho que ele fosse perfeito,porque a pessoa perfeita,se ela existir,deve ser muita chata!Gosto mais dele porque ele tinha mais a perder e não vacilou por nada,mem por conexões baixas,falatório dos parentes(o que é aquela tia dele!?)o amar não correspondido ou até ajudar o Wickham.Eu também acredito que ele não muda muita da essência Darcy.No livro há um trecho que demonstra bem a situação.Lizzie vai brincar com ele e se retrai,pensando que era muito cedo para ele aprender a rir de si mesmo.Me pergunto o quanto ela deve ter se retraído mais,e se realmente ele aprendeu a rir de si mesmo.O certo mesmo é que o amor,AQUELE amor verdadeiro prevaleceu.Ele casou-se não apenas com uma mulher bonita,mas com conteudo e que o amava.Ela casou-se como ela sempre sonhou,o amor arrebatador,verdadeiro.Deixou de ser CEGA e como diz aquela música da Pity,Lizzie aprendeu a amar o Darcy “BEM DO JEITO QUE ELE ERA”Bjus

  12. claudia garcia moura disse:

    Sobre o Bingley,eu tenho uma posição.Ele poderia ser inseguro,ter as opiniões do Darcy em “alta conta”,ser “modesto”como Elizabeth diz no livro.Mas se ele estava apaixonado MESMO,ele iria pagar pra ver.Ninguem o amarrou,nem segregou,ele sabia onde ela morava,e no entanto ele preferiu ficar choramingando no canto dele.Se ele tivesse certeza dos seus sentimentos,ele iria atrás dela.O que ajudou a amadurecer o amor foi a distancia,a impossibilidade.O proibido é muito mais gostoso.Falando em gostoso,não acho o Sr Darcy tão perfeito(QUASE PERFEITO).Acho que ele era cria do seu meio,era orgulhoso e arrogante e tinha péssimo gosto pra mulheres. HEHEHE.Não esqueçam que ele preferiu Elizabeth porque ela foi a única que não correu atrás dele.Faço ideia de como era a “correria”!Sobre o tumblr,eu estava no google e botei tumblr O&P,este é positivelymediaeval-tumblr.O 1ºda pesquisa é ele.Bjus

  13. samara disse:

    Oi meninas fz tmpo q ñ posto aki, ms sempre acompanho as pstagns…
    Bem na minha opinião, eu axo a cena do beijo muito adequada, pois dá um gostinho de kero mais na gente, e em elizabeth sm dúvida desperta o desejo por ele msmo em meio á raiva q ela nutria por ele. Eu amo o livro e o filme, ñ só pq é só mais um romance e tal, ou pelo MM(lindoo..rs) mas pq ele desperta esse gostinho de kero mais, esse ar de sonhar, quando estamos apaixonadas e não sabemos o final da história… Mas cá entre nós… tem q ser é forte pra encarar MM (Mr Darcy) e não se render a ele… Só a t$#%@ da Elizabeth msmo rs…

  14. Évila Santana Mota disse:

    Aproveitando a sua deixa Samara uma mulher realmente ter que ser forte mesmo para encarar o MM sem se render, mas nem mesmo a Keira conseguiu resistir, pergutaram a ela sobre acena do beijo do final alternativo ela disse que o que poderia falar que a esposa dele é uma mulher de sorte e põe sorte nisso viu.

    • Évila,

      Tô assistindo Criminal Justice, e nem no papel de um marido abusivo ele deixou de me fazer suspirar, o que é muito estranho. Ele está mais gordinho nessa série, mas aparentemente meu amor por ele é incondional, e eu continuo achando ele lindo.
      Eu li uma declaração dele dizendo que ele se considerava um bom marido, que ele ainda deixava bilhetes românticos para a esposa dele pela casa. Pensa bem se esse homem não é tudo de bom? Minha amiga diz que ele deve ter chulé ou sofrer de flatulência pois é impossível um homem ser tão perfeito! kkkkkkkkk

      • Évila Santana Mota disse:

        Samanta esse seriado seu não me engano é um que ele é assasinado pela esposa com uma facada se for eu já assistir.
        Realmente ele é tudo de bom estou precisando de um desse na minha vida, que pena que ele não tem um irmão gêmeo já pensou eu ia me contentar com o clone dele,brincadeira kkkkkkkk.
        Bjossssss

      • É essa série sim Évila. Ainda faltam dois episódio para assistir, mas achei pesado demais para um início de semana, vou terminar no próximo fim de semana.
        Sabe que já sonhei com o Richard Armitage e com o Rupert Penry-Jones (ambos os sonhos comportados – que pena!), mas nunca consigo sonhar com o Matthew, o que é muito frustrante! Que beleza seria se pudéssemos programar nossos sonhos como no desenhos Os Jetsons. Se não dá para ter o original… kkkkkk

        Beijos

  15. Évila Santana Mota disse:

    Olá Samanta !!!!!!
    Eu estava vendo umas fotos do Matthew e me deparei com uma bastante hilária não sei se você já viu ,se não viu veja é de um personagem que ele fez no seriado Ashes to Ashes
    o Matthew tá muito engraçado nessa foto ele tá com um bigodão, uma camisa azul ridícula cheio de adesivos que mas parece uma janela de quarto de adolescente cheio de adesivos.
    Esse seriado quem fez foi a esposa dele e ele só fez uma participação em um dos episódos
    o personagem dele é Gill Hollins.

    • Oi Évila!

      Eu assisti esse episódio sim. O Matthew está hilário! Quase não reconheci ele. É o sétimo episódio da primeira temporada da série. Eu baixei toda a primeira temporada, mas não consegui assistir ainda. Parece ser muito engraçado.

      • Ester disse:

        aff… eu ja vi essa foto.
        aquilo só pode ser inveja do diretor
        deixar o MM daquela maneira.

      • A série se passa nos anos 80, que foi a década mais horrível da moda. Naquela época o mullet e o bigode eram moda entre os homens.
        Eu achei super-engraçado o estilo dele.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s