Uma Conversa com Colin Firth

Já conheci muita gente legal através desse blog, e uma delas é a Deborah Mondadori Simionato, janeite de carterinha, e que compartilha minha paixão por fanfics e todo tipo de material relacionado à Jane Austen. A Deborah está passando uma temporada na Inglaterra e conhecendo lugares lindos como Bath, Chatsworth House (Pemberley 2005), Lyme Park (Pemberley 1995), a casa da família Bennet no filme de 2005, enfim… todos os lugares que uma janeite gostaria de conhecer, e ela leu uma entrevista com o Colin Firth e fez a gentileza de traduzir e dividir com a gente. Essa entrevista faz parte do livo The Making of Pride and Prejudice , e mesmo que a adaptação de 1995 não seja a sua preferida, vale muito a pena ler essa entrevista do Colin. Ele foi extremamente sincero nas respostas, e o mais interessante é que ele oferece uma ótima perspectiva masculina sobre o Mr. Darcy. Espero que gostem.

Clique para ler: Uma Conversa com Colin Firth



6 Comentários on “Uma Conversa com Colin Firth”

  1. claudia garcia moura disse:

    Samanta
    Primeira paixão a gente não esquece!Por esse “homem” chorei,briguei,fiquei magoada e sonhei coisas loucas.Incrível o que um personagem faz com uma pessoa.Ele mem é fisicamente muito bonito,ele está mais para charmoso e enigmático.Mas como Darcy ele é irresistível.Essa entrevista é reveladora.É uma pergunta recorrente no mundo de O&P.Como Darcy realmente era,o que ele pensava,o que sentia,ele sofreu?Isso junto com “eles foram felizes para sempre” inunda meu imaginário.Obrigada Samanta,isso foi um PRESENTÃO,só falta você encontrar algo parecido com o Matthew,seria o paraíso.Bjus

  2. Haydée disse:

    Excelente essa entevista! Impressionante o quanto exige de um ator um papel complexo como o de Mr. Darcy!
    Obrigada pelo presente, Samanta.

  3. Ana Rebecca disse:

    Eu sempre desdenhei um pouco o Colin… eu descobri Jane Austen através da versão de 2005 de Orgulho e Preconceito e o Matthew sempre será o Mr. Darcy, minha visão do Darcy… enfim, eu vi a versão de 95 e gostei do fato de que tem muito mais detalhes e os diálogos e fatos são bem fiéis ao livro, mas o Colin nunca me “inspirou”, sabe? Eu consigo ver muito da Elizabeth em Jennifer, mas sempre achei o Darcy do Colin meio safado, por causa daquelas secadas que ele dá na Elizabeth…kkkk… ok ok, vão me apedrejar depois dessa, mas apesar de saber que Darcy não pensava apenas nos olhos da Elizabeth e não ter preconceito com a idéia, eu apenas não gostava dele como um todo… Nunca achei a cena da camisa molhada aquilo tuuudo e definitivamente a cena da primeira proposta falta emoção, sei lá, vendo Matthew e Keira, dá pra sentir a tensão, sabe? não vejo isso na versão de 95… (cavei minha cova agora!! vai ter janeites querendo me estrangular… kkk). Não que eu não goste do Colin; como muitas eu me apaixonei por Mark Darcy antes mesmo de conhecer Jane Austen e em vários outros trabalhos (posso citar o maravilhoso “Discurso do Rei”), Colin me encantou como ator…

    Mas depois de ler essa entrevista eu devo dizer que meu respeito pelo Colin aumentou muito. Ele realmente entendeu Darcy e ele comenta coisas que eu nem havia prestado atenção ainda e são verdade.

    Deborah, Samanta, muito obrigada pela tradução e por disponibilizar esse material e tantos outros. Sempre repetimos isso, mas é realmente muito bom saber que nossa ‘loucura’ é compartilhada e que nosso amor pelo mundo Austen não é só nosso.
    Bjus

    • Ah, acho que ninguém vai querer estrangular você não! Somos muito pacíficas por aqui! A primeira vez que assisti a série fiquei horrorizada, e pensei que nunca mais iria querer assistir novamente, e fui ligeiro assistir o filme de 2005 para tirar a imagem do Colin como Mr. Darcy da minha cabeça. Mas sabe que depois ele me conquistou? O Darcy do Colin certamente demonstra muito mais desejo sexual do que eu imaginaria o Darcy do livro e o Darcy do Matthew, mas foi o roterista quem sugeriu isso. Sabe aquela cena em que ele encontra ela caminhando com a barra da saia suja de lama? O roteirista pediu para o COlin imaginar estar tendo uma ereção com a visão da Elizabeth… Daí tu pode bem imaginar…

      Quanto a entrevista, por isso que eu disse que mesmo quem não prefere ele como Darcy iria gostar, pois acho que ele teve uns ‘insights’ bem interessantes sobre o Darcy.
      Bjus

  4. Ingrid disse:

    Caraca, que legaaal! O Colin é um ator maravilhosamente incrível e todos os papéis que ele faz me cativam de uma tal forma que não sei explicar. Com Darcy não foi diferente, claro. Definitivamente Colin Firth é o meu ator preferido.
    Valeu Samanta e Deborah por nos oferecer este presente!😀

  5. Sandra Cabral disse:

    Antes que eu me esqueça o Colin tá lindo nesta foto nossa! só queria registrar que antes de conhecer O&P e a obra de Jane Austen em geral eu achava o Mark Darcy “o cara” (igual aquele confessions)e a gente até esquecia que o Hugh Grant era lindo, por causa de todas as qualidades que o Colin emprestou a ele, é bom você ver o personagem criar vida com qualidade e responsabilidade na interpretação.
    Adorei a entrevista, muito interessante ler que foi um desafio pra ele. Pra mim o Colin é muito bonito e o típico ator inglês, mas se fosse pra escolher o Mathew Macfadyen é all concur e pra mim seu Darcy é o herói Austen mais completo e fascinante (que dispara o coração), só por isso. mas cada um com seu méritos e excelentes interpretações.
    valeu Samanta
    Beijokas


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s