Aventuras pela Inglaterra de Jane Austen: Brighton

Verão na Inglaterra (ou o que eles chamam de verão, 25°C). Uma amiga me convida para ir a Brighton. O primeiro pensamento na minha cabeça é “a cidade onde a Lydia fugiu com o Wickham!”. E óbvio que a resposta ao convite foi sim. Iria passar o dia em Brighton.

Dessa vez, a viagem foi feita de ônibus, com a famosa National Express. Brighton fica a menos de uma hora de carro/ônibus de Londres, então mal saímos da Victoria Coach Station e já havíamos chegado ao nosso destino.

Demos muita sorte, pois foi um dia lindo, com muito sol, pouco vento e com os 25°C perfeitos para não torrar na beira da praia. Foi uma das minhas primeiras viagens e tudo que eu conseguia pensar era na cidade na época da Jane, famosa por ter sido escolhida como retiro de férias do Prinny, apelido carinhoso dado ao Príncipe Regente, futuro Rei George IV.

Confesso que achei o clima em Brighton muito diferente do clima das praias no Brasil. Talvez tenha sido o fato de não ver pessoas usando roupas de banho vários números menores do que deveriam, ou o fato de que ninguém parecia estar julgando ninguém. Todos estavam ali para aproveitar um dia lindo de sol e aquela paz que só o mar traz.

Não que Brighton seja uma cidade calma. Longe disso. Imagino que como na época da Jane, Brighton é, até hoje, uma das cidades litorâneas mais agitadas da Inglaterra, cheia de jovens e famílias aproveitando o bom tempo e as atrações da cidade, como o parque de diversões e o famoso ‘fish and chips’ (o típico peixe frito e batatas fritas inglês, não mais servido no jornal, mas ainda comido com as mãos).

Apesar de a cidade aparecer pouco nas obras da Jane, Brighton foi uma cidade importante para a sociedade da época, pois foi a cidade escolhida para a construção do Royal Pavilion, a “casa” de férias do Príncipe Regente, que está aberta à visitação e muito interessante. Falando com a Samanta e com outras amigas, achamos que seria interessante escrever um post dedicado à cidade.

A ‘singela’ casa de férias tem estilo indiano por fora, decoração chinesa por dentro e foi habitada pela corte inglesa no século XIX. Ah! A mistura de culturas! O idealizador desse lugar é arquiteto John Nash, famosíssimo durante a regência e, pelo visto, com um gosto tão extravagante quanto o do Príncipe Regente.

Infelizmente, não é permitido tirar fotos do interior do palácio, então vou compartilhar com vocês meus achados do Google, já que a decoração é tão suntuosa que merece ser vista.

Entrar nesse lugar é como voltar ao começo do século XIX – de um jeito bizarro, eu devo admitir. A decoração é interessante, mas eu nunca conseguiria viver em um lugar assim. É simplesmente “too much”.

Tendo sido tão importante para o então Regente, Brighton não poderia deixar de ter uma estátua do homem – muito lisonjeira, devo acrescentar. O Príncipe Regente era famoso por gostar muito de arte, moda, mulheres e, principalmente, comida. Levando-se em conta os relatos da época, a gente só pode pensar que a pessoa que fez essa estátua ignorou a verdadeira “forma” do futuro rei. Se é que vocês me entendem.

Antes de voltar para Londres e depois de um passeio pelas ruas mais movimentadas da cidade, eu e minhas amigas reservamos mais alguns momentos para a praia em si. Foi um dia lindo, e descansar nas pedrinhas (lá não tem areia!) foi um final perfeito para um dia que sempre vai trazer boas lembranças.

Vocês podem encontrar mais informações sobre Brighton e o Royal Pavilion aqui:

http://www.visitbrighton.com/

http://www.brightonhoverpml.org.uk/Pages/home.aspx

Até o próximo post,

Deborah

 


9 Comentários on “Aventuras pela Inglaterra de Jane Austen: Brighton”

  1. Vania disse:

    Adorei as informações. Entrará me meu roteiro de viagem na próxima vez q eu for a Londres.

  2. sueli disse:

    Simplesmente encantador!!!😉

  3. lucienne machado disse:

    Que post show (que surpresa… rs ), adorei!!Quantas dicas legais!! Meninas parabéns!!

  4. Como sempre a Deborah arrasando nos posts! Adorei as dicas!

  5. Paula disse:

    Como sempre adorei seu post, sempre dou uma passadinha aqui e leio tudo.adoro.mto bom

  6. Gabriela disse:

    eu queria saber se lá é seguro. Muitas cidades europeias com muitos turistas tem muitos furtos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s