Under The Greenwood Tree – BBC 2005

Baseado no romance de mesmo nome de Thomas Hardy, Under The Greenwood Tree é completamente diferente de Tess of the D’Urbervilles do mesmo escritor. É uma obra leve e inocente.

A cidadezinha de Mellstock acaba de receber uma nova professora, Fancy Day (Keeley Hawes), que logo atrai a atenção dos homens solteiros da cidade; o rico (e velho) Sr. Shinar, o arrogante pároco Sr. Maybold e o simples carroceiro Dick Dewy. O pai de Fancy quer que a filha case bem e incentiva o interesse do Sr. Shinar por ela, mas Fancy acaba se apaixonando pelo pobre Dick. Em meio ao romance, há um conflito entre o coral da igreja, do qual Dick e seu pai fazem parte, e o pároco Sr. Maybold que quer substituí-los por um novo instrumento musical que será tocado por Fancy.

Dick e Fancy

Adorei esse romance, é bem o tipo de filme para se assistir em um domingo de tarde. Amei as cenas em que o coral canta para Fancy debaixo da janela dela. Agradeço à Luciana Campelo por ter me mandado lá de Recife esse DVD e mais alguns que pretendo assistir logo. Link para download: Under The Greenwood Tree


Tess of the d’Urbervilles – BBC 2008

Está fazendo 6ºC lá fora e o sol não faz uma aparição há pelo menos cinco dias. O que fazer então? No meu caso ler, traduzir e assistir mais algumas adaptações de romances clássicos. Essa semana assisti alguns, entre eles Tess of the d’Urbervilles (BBC 2008) baseado no romance de Thomas Hardy. 

Tess of the d’Urbervilles é uma estória linda, mas muito, muito triste. Tess Durbeyfield leva uma vida muito pobre mas tranquila até o dia em que o pai dela descobre que eles são descendentes de uma família nobre e rica, os d’Urbervilles. A fortuna dessa família já está extinta, mas a mãe de Tess a manda procurar os últimos d’Urbervilles, que na verdade se chamam Stokes, o sobrenome d’Urberville foi comprado, para reclamar o parentesco e conseguir alguma vantagem com isso. Chegando à casa dos d’Urbervilles, Tess conhece Alec d’Urberville, que tem a palavra ‘cafajeste’ praticamente escrita na testa, e ele se encanta por ele e decide seduzi-la. Para mim Tess foi estuprada por Alec, embora a cena seja muito sutil, mesmo que depois ela diga que foi ‘compelida.’ Tess volta para casa e algum tempo depois dá a luz à um filho, que ela dá o nome de Sorrow (tristeza), mas a criança morre logo depois. E é depois de todo esse sofrimento que ela conhece o amor na forma de Angel Clare, filho de um clérigo que sonha em ser fazendeiro. Eles se apaixonam e ele pede Tess em casamento. Relutantemente ela aceita, e tenta diversas vezes contar à ele sobre seu passado, mas não consegue. Na primeira noite casados é que Tess conta para Angel o que aconteceu entre ela e Alec, e Angel a despreza por isso.

Tess e Angel

Não vou entregar o resto da história, já acho que entreguei demais! Mas prepare-se porque a pobre Tess sofre do início ao fim. O que mais dizer. Além da história linda, embora triste, essa adaptação é de tirar o fôlego com as lindas paisagens. Adorei a cena da dança no início do primeiro episódio. Link para baixar: Tess of the D’urbervilles