Jane Eyre – 2011

Há mais de um ano eu esperava pela estréia desse filme, e finalmente percebi que aqui no Brasil não vai passar nos cinemas. A estréia na Inglaterra foi em Março de 2011, mas por aqui nada foi divulgado então acredito que vá direto para DVD. Como isso ainda pode levar muito tempo resolvi procurar o filme para download. Depois de várias tentativas consegui encontrar o filme em arquivo AVI de alta qualidade, mas não tem legenda.

Eu assisti a série da BBC de 2006 e em seguida li o livro, e me apaixonei pela história. É difícil não fazer comparações entre a série e o filme, mesmo que seja injusto pois o filme tem metade da duração da série. Um ponto que sempre conto a favor em adaptações é a fidelidade à obra original, e essa versão de Jane Eyre não decepciona nessa parte. A única mudança maior é que o filme começa com Jane perdida nas montanhas e sendo encontrada por St. John Rivers; a partir daí a história é contada em flash-backs, das crueldades sofridas na infância ao romance com Mr. Rochester. O que realmente senti falta foi daquele toque de humor obscuro que existia nas conversas entre Jane e Rochester, que na série foi tão bem retratado, e principalmente daquela parte em que ele se veste de cigana para ‘ler’ a mão de Jane. De resto o filme é muito bom; o final eu diria que foi um pouco apressado demais. As 17 páginas do reencontro deles no livro, viraram isso:

Rochester: Pilot. Quem está aí? Esta mão. Jane Eyre. Jane Eyre.
Jane Eyre: Edward, eu voltei para você. Fairfax Rochester, sem nada para dizer.
Rochester: Você é completamente um ser humano Jane.
Jane Eyre: Eu conscientemente acredito que sim.
Rochester: Eu sonho.
Jane Eyre: Desperte então.

E fim! Nem acreditei quando subiu a tela com os créditos. É tão bonito o reencontro deles no livro e na série, gostaria que eles tivessem mostrado mais disso. Quando Rochester conta para Jane que chamou por ela em desespero, e que ela percebe que ouviu ele há quilômetros de distância, como se suas almas estivessem conectadas. Simplesmente lindo. Jane Eyre é interpretada por Mia Wasikowska (Alice no País das Maravilhas), e Michael Fassbender é o Mr. Rochester. Ainda prefiro o Toby Stevens, sem dúvida, ele é mais charmoso. Não posso deixar de mencionar a Judi Dench como a Sra. Fairfax. Adoro o trabalho dela, da megera Lady Catherine em Orgulho e Preconceito à adorável Miss Matty em Cranford, ela é maravilhosa. Uma curiosidade, acredito que a casa do Mr. Rochester,Thornfield Hall, é a mesma da série de 2006, Haddon Hall, segundo o IMDB e wikipedia. Hum… me deu vontade de ler o livro de novo! 18/08. Link para download avi + legenda: Jane Eyre – 2011

Anúncios

Meus livros preferidos em filmes

Alguns dos livros se tornam quase personagens em um filme, como é o caso de alguns dos meus preferidos nos filmes que eu cito abaixo e que fazem parte da minha coleção de DVD’s.

  Jane Eyre (Charlotte Brontë) em Três Vezes Amor (Definitely, Maybe) – April (Isla Fisher) queria um par de brincos de aniversário, mas ao invés disso ganhou do pai o livro Jane Eyre com uma dedicatória para ela. Ela despreza o presente, o pai morre pouco tempo depois, e o livro foi perdido. Na busca por aquele exemplar específico do romance ela acaba colecionando várias cópias do livro, até que alguns anos depois o livro com a dedicatória do pai é devolvido para ela por Will (Ryan Reynolds).

O Amor nos Tempos do Cólera (Gabriel García Marquez) em Escrito nas Estrelas (Serendipity) – Sarah (Kate Beckinsale) e Jonathan (John Cusack) se conhecem por acaso e tem uma química instantânea; ela escreve seu nome e telefone numa cópia de O Amor nos Tempos do Cólera e em seguida o vende em um sebo. Segundo a teoria dela, se o livro cair nas mãos de Jonathan novamente é porque o destino quis uni-los, senão é porque simplesmente não era para ser. Durante cinco anos ele entra em todas as livrarias e sebos da cidade procurando por aquele exemplar que ele tanto quer.

Orgulho e Preconceito (Jane Austen) em Mensagem para Você (You’ve Got Mail) – Kathleen (Meg Ryan) dona de uma pequena livraria já leu Orgulho e Preconceito mais de 200 vezes, mas toda vez ela se preocupa se Darcy e Elizabeth vão ficar mesmo juntos. Ela fala sobre o livro com o amigo virtual Joe (Tom Hanks) que vem a ser o magnata dono de uma rede de livrarias que está acabando com a livraria dela. Eles discutem o livro em várias ocasiões e em uma delas ele a compara com Elizabeth Bennet por não querer perdoá-lo por ter levado o negócio dela à falência.

Persuasão (Jane Austen) em A Casa do Lago (The Lake House) – Persuasão é o livro preferido de Kate (Sandra Bulock) e um dia ela esquece o livro em uma estação de trem, e Alex (Keanu Reeves), o homem com quem ela se corresponde e que está separado dela por dois anos no tempo, o encontra e promete devolvê-lo para ela quando se encontrarem. Mais tarde quando eles se encontram ele pergunta para ela se ela já leu Persuasão e eles falam sobre o livro. Persuasão foi usado como base para o roteiro desse filme


Jane Eyre – Charlotte Brontë

Clássico de Charlotte Brontë. Pena que as irmãs Brontë morreram tão cedo, quem sabe quantos clássicos mais elas teriam escrito? Devo confessar que quando li o resumo do livro no Wikipedia não me interessei muito, achei que não era o ‘meu tipo’ de livro. Então, depois de assistir North & South eu estava inspirada em procurar mais uma adaptação de algum clássico pela BBC, e achei Jane Eyre. Sei que existem diversas adaptações, mas nesse caso me refiro a de 2006 da BBC.

Jane Eyre é a autobiografia ficcional da personagem principal. A história é contada por Jane, órfã de pai e mãe, que vive infeliz na casa de uma tia que a detesta. A tia manda Jane para uma escola, onde conhece os primeiros momentos de felicidade. Após seis anos como aluna e mais dois como professora, decide procurar uma nova posição. Encontra-a em Thornfield Hall, como preceptora da jovem Adèle, protegida de Edward Rochester. Quando finalmente conhece Rochester, ambos se apaixonam.

A história é muito triste e sombria mas consegue ao mesmo tempo ter certo humor. As partes que continham esse humor (tanto no livro quanto na série) estão nas cenas de diálogo entre Jane e o Mr. Rochester. Como quando ele pergunta para ela se ela o acha bonito, e ela responde com uma sinceridade automática: ‘Não, senhor.’ E depois tenta consertar… Aliás pelo que me lembro quase todas as cenas engraçadas faziam alusão à feiura do Mr. Rochester.

Particularmente não acho o ator que interpreta o Mr. Rochester (Toby Stevens) totalmente feio, a cabeleira desgrenhada ajuda a dar um ar mais estranho e obscuro à ele. A Jane, que também é, como define o livro, feia, pequena e obscura, é interpretada por Ruth Wilson, que não é totalmente feia, mas tem uma boca muito estranha.

O livro é perfeito, e esclarece muitas coisas que na série não foram explicadas ou resumidas, tem para baixar no 4shared em português aqui. LinkS para baixar a série: Uk Séries Download – Jane Eyre ou Séries Uk – Jane Eyre

Cena: Jane voltando para o Sr. Rochester.

Está para sair uma nova adaptação para o cinema, com a Mia Wasikowska (Alice no país das maravilhas) no papel de Jane. Se na série que tem 4 episódios de 60 minutos de duração cada, já foi resumida e cortada muita coisa, fico pensando como vão conseguir espremer tudo em 2 horas sem se perder nada no caminho.