Divulgada primeira imagem de Orgulho e Preconceito e Zumbis

10629403_10152974168590579_2793587217263837983_oDivulgaram a primeira imagem da adaptação de Orgulho e Preconceito e Zumbi, livro que mistura a obra de Jane Austen com zumbis. Eu tenho o livro, mas nunca consegui terminar de ler pois achei uma abominação. Eu não sou conservadora quanto a adaptações e inspirações em Jane Austen, até porque se fosse não teria lido tantas fanfics, mas esse livro para mim simplesmente não caiu bem. No comecinho do blog eu fiz um post sobre o livro, que se interessar pode ler aqui.

A previsão de estreia é final de 2015.

Sam Riley, o ator que interpreta Mr. Darcy nessa adaptação também não me motivou muito… Tô para dizer que ele mesmo parece um pouco zumbi…

Sam-Riley

Sam Riley – Mr. Darcy

E Elizabeth Bennet é interpretada por Lily James, que eu desconheço completamente.

elizabeth

Lily James – Elizabeth Bennet

Mas para as fãs de Doctor Who pelo menos tenho boas notícias. Matt Smith será o Mr. Collins…

Matt Smith - Mr. Collins

Matt Smith – Mr. Collins


Austenland – Filme

1000052_395991357176329_484007480_nFinalmente, depois de muitas tentativas frustradas consegui assistir Austenland com a ajuda dos links que o pessoal deixou aqui nos comentários. Então, em primeiro lugar, obrigado gente! Pena que todas essas expectativas foram logo frustradas nos primeiros minutos do filme. Quem não leu o livro e/ou quem não gosta de spoilers tem que parar de ler por aqui… O filme não tem nada a ver com o livro. Acho que se pode dizer que o filme foi inspirado no livro em uma idéia geral, mas não me parece que foi baseado nele. Para começar o personagem da Jane é retratada como uma idiota. Que mulher de 30 e poucos anos tem um quarto cheio de bonecas, uma casa de boneca e escrito na parede “DARCY ROCKS”. No livro ela ganha a estadia em Austenland de uma tia e fica em dúvida se deve ir ou não, no filme ela usa todas as economias que tem para embarcar nessa viagem que aparentemente é o maior sonho da vida dela. A Jane do livro é fácil de se relacionar. Ela é uma mulher independente, inteligente e romântica com uma fixação saudável por Orgulho e Preconceito, e é claro, sem sorte no amor, anseia por conhecer um Mr. Darcy. A Jane do filme é bem patética e vive em um mundo de fantasia. Ela é ridícula ao ponto de fazer a viagem para a Inglaterra fantasiada com trajes de época! E a Austenland do livro é para ser um local discreto, exclusivo, onde o século atual é deixado completamente para trás e todos os aparelhos eletrônicos e modernidades são banidos. Já a do filme está anunciada por todos os lados, os funcionários são vistos usando ipods e óculos de sol, e o pior de tudo, a anfitriã fala com os hóspedes através de auto-falantes que ecoam pela propriedade.

E por último e não menos importante, o personagem do Mr. Nobley é totalmente modificado. No livro ele é sim um ator que passou diversas temporadas em Austenland, no filme ele é um professor de história que está apenas fazendo um favor para a tia, preenchendo um lugar de outro ator. O final até que foi mais ou menos fiel ao livro, e talvez a única fala que foi dita no filme que veio do livro foi dita por ele quando diz que ela é a fantasia dele. E o final da Srta. Charming foi roubado do segundo livro, Midnight in Austenland.

austenland6

Tendo dito tudo isso, o filme não é de todo ruim, principalmente para quem não leu o livro (ou não gostou dele). Eu sou perfeccionista, é inevitável. Adorei o JJ Feild como Mr. Nobley. Quando assisto uma adaptação de um livro que gosto eu assisto sempre xingando e dizendo “Não acontece assim no livro!” 🙂 Consegui dar algumas gargalhadas, então acho que vale a pena conferir. O arquivo do link é um dual-áudio, para quem não sabe o que isso significa, ele tem áudio em inglês e dublado em português. Na hora de dar o play é só escolher nas configurações do seu player que áudio você prefere.

Vamos aos links: Austenland – filme – Dual áudio e Austenland- legendas

E a maior verdade de todas ditas no filme:

1512147_10202944242705744_1715358815_o

 


Death Comes to Pemberley – BBC 2013

dea

Graças a esse universo maravilhoso da internet, não precisei esperar uma eternidade para assistir Death Comes to Pemberley, que estreou no dia 26/12 na Inglaterra. Ontem mesmo já consegui links para baixar, mas como a minha internet é muito, muito, muito lerda demorou bastante para baixar e só consegui assistir hoje. O 2º episódio está sendo baixado enquanto digito esse post 🙂

death

Bom, minha primeira impressão foi boa, a qualidade da série incrível como tudo feito pela BBC, e ver Chatsworth como Pemberley novamente aqueceu meu coração. Como eu não li o livro não tenho como opinar se é fiel ao enredo ou não, só posso dizer que eu tinha a idéia errada, achava que o Wickham era assassinado, mas não, é o amigo dele Denny. Quanto ao elenco, é difícil se acostumar com novos rostos interpretando nossos personagens mais querido, mas gostei muito da Lydia, do Sr. Bennet e especial do Wickham (Matthew Goode, hummmm!). Sou obrigada a comentar que os personagens principais é que decepcionaram, pelo menos na aparência. Matthew Rhys tem sua beleza, mas quase todos os homens do elenco são mais altos do que ele, e o traço mais marcante do Darcy era altura… E a Elizabeth? Gente, a Elizabeth se casou com 21 anos e a série é para se passar 6 anos após o casamento, mas a Elizabeth da Anna Maxwell Martin (que tem 36 anos) parece muito velha e cansada. Ela interpretou a Bessy em Norte e Sul, o que foi um papel perfeito para ela pois ela tem uma cara de doentinha, frágil, o que não combina em nada com Elizabeth Darcy.

death

Tendo dito isso, eu gostei das cenas do Darcy e da Elizabeth, e apesar das minhas reservas eles são felizes e apaixonado, e ter esse olhar sobre a vida de casado deles foi um sonho realizado para uma fã de Orgulho e Preconceito. Me senti lendo uma fanfic que ganhava vida.

29/12- Acabei de assistir o terceiro e último episódio e confesso que amei! A série mostrou o lado que a gente sempre imaginou da vida de casados do Darcy e da Elizabeth, ele claro, marido e pai carinhoso (suspiros). Não sou boa de fazer resenha sem dar spoilers então não vou elaborar muito. Mas tem o final feliz da Georgiana também que eu amei. Bem que outros livros desses poderiam virar filmes, séries, afinal nós fãs nunca cansamos de Darcy e Elizabeth.

dd

Para quem quiser baixar os episódios, seguem os links: Death Comes to Pemberley – Episódio 1 e Death Comes to Pemberley Episódio 2. e Death Comes to Pemberley Episódio 3

Atenção! Legendas em português para o primeiro episódio já estão disponíveis aqui:Legendas ep 01; Legendas ep 02; Legendas ep 03

Ou aqui: http://omelhordatelona.biz/death-comes-to-pemberley/

 


Eu quero uma garota que lê – por Mark Grist

Eu quero uma garota que lê

“Então, o que você prefere em uma garota?”
Ele exulta, levantando uma cerveja aos lábios
Gesticula para onde seu companheiro senta
Entornando seu copo
“Ele prefere seios
Eu prefiro bunda.
O que você prefere em uma garota? “

Eu não me sinto confortável
O ar saiu da sala há muito tempo
Todos os olhos estão em mim
Bem, se você quer saber

Eu quero uma garota que lê
É. Lê.
Eu não estou tentando te chamar de machista
Porque eu sei que você não está sozinho nisto
mas …

 Eu quero uma garota que lê
Que precisa da palavra escrita
E utiliza o vocabulário adicionado
Que ela recolhe a partir de romances e poesia
Para manter uma conversa animada
Em uma variedade de situações sociais

Eu quero uma garota que lê
Que o coração sangra com as palavras de Graham Greene
Ou até mesmo da revista Heat
Que vai amarrar o cabelo para trás durante a leitura de Jane Eyre
e vai de capa a capa com cada oferta de três por dois da Waterstones*
mas eu quero uma garota que não para por aí

 Eu quero uma garota que lê
Que alimenta seu vício pela ficção
Com poemas e peças inusitadas
Que ela caça em livrarias tortas por dias e dias e dias
Ela vai sentar-se viciada no café da manhã, absorvendo a parte de trás da caixa de sucrilhos
E a informação que ela recebe a partir do que ela lê faz dela muito atraente
Porque ela é interessante e única
E suas teorias me fazem fraco nos joelhos

Eu quero uma garota que lê
Uma menina cujo os olhos analisarão
O menu durante o jantar
Que vai usar o que ela aprende para chutar a minha bunda em discussões
por isso ela sempre termina a vencedora
Mas ela ainda vai ser doce e ela ainda vai ser sedutora
Porque ela ama os clássicos e os clássicos são sacanas
Então, tarde da noite ela sempre vai me ter em um estado de estupor
Enquanto ela parafraseia os momentos provocadores das obras de Jilly Cooper

Veja, alguns caras preferem bundas
Alguns preferem seios
E eu não estou dizendo que eu não gosto dessas partes
Mas o que é mais importante
O que suplanta
É uma garota com paixão, inteligência e sonhos
Então, eu gosto de uma garota que lê.

by Mark Grist

Vi esse vídeo no Youtube e achei tão legal que resolvi traduzir e compartilhar com vocês (tradução expressa, então me desculpem os erros). Sobre o poema só posso dizer que caras como esses são praticamente criaturas mitológicas que poucas de nós teremos a oportunidade de conhecer… 😦 O texto original em inglês vocês podem encontrar aqui.

* Waterstones é uma rede de livrarias.


Trailer de Death Comes to Pemberley!

Apesar de Elizabeth caidinha e do Darcy mais ou menos eu estou super-animada!


Death Comes to Pemberley – data de estréia

pride

Wickham, Mr. Darcy, Elizabeth e Lydia.

Serão três episódios de uma hora de duração e estreia no Natal pela BBC One na Inglaterra.

 

 


Mr. Darcy?

Alguém já se acostumou com a idéia?

mrdarcy